Sinopse

"- ...Só que aí você volta, e te amar é tão mais fácil...."

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Eu amo a Miley Cyrus - Capítulo 08

Valerie.

Narrado por Nick

Los Angeles, Califórnia, 03:12 AM (Horario Local), Estúdio pessoal dos Jonas Brothers.

– Não, isso não tá bom, tá uma droga! – Amassei mais uma folha de papel e a atirei para longe. Havia várias folhas de papel amassadas espalhadas pelo chão, que foram se acumulando no decorrer da noite.

 “Não alguém como você, mas você, exatamente do jeito que é... – Parei de escrever, não era aquilo que eu queria, não estava bom o bastante. É realmente parece que eu perdi o jeito, um novo CD estava fora de questão.

Um pouco frustrado olhei para o meu relógio de pulso vendo que passava das três horas da manhã. Eu tinha chegado ao estúdio um pouco mais das oito para tentar trabalhar um pouco, mas até agora tudo que eu tinha conseguido era um estúdio coberto de folhas de papel amassadas que continham tentativas frustradas de uma música. Bufei amassando a folha na qual eu estava escrevendo. Que diabos de frase era essa, o que pode ter dado na minha cabeça para escrever um lixo desses?!

Eu tinha bebido um pouco, na verdade mais do que apenas um pouco, e a minha cabeça estava começando a ficar pesada, eu sabia que estava na hora de voltar pra casa. Antes de sair do estúdio dei uma olhada em algumas músicas que eu tinha escrito a uns anos atrás, eu nunca as tinha usado em nenhum CD, até porque elas eram pessoais demais, a maioria delas era sobre a Miley, e eu as tinha escrito quando estávamos juntos e éramos felizes, então não fazia sentido usa-las, já que eu cantava sobre sentimentos reais. Só que a Hollywood Records estava me pressionando, eu tinha um contrato a cumprir, e havia um bom tempo que eu não compunha nada, talvez eu devesse... Não, eu vou dar um outro jeito, não vou usar essas musicas!

Dirigi ate em casa sem dificuldade, abri a porta e entrei em casa, as luzes da sala estavam todas apagadas, o que era bem estranho, bati palmas para elas acenderem.

–Billy, o que esta fazendo aqui?! – Perguntei tomando um susto daqueles com o homem que mais parecia que não tinha dormido a noite toda sentado no sofá da minha casa com uma cara bem depressiva.

– Voce me convidou para ficar aqui, esqueceu? – Ele retrucou.

– Disso eu sei, estou perguntando por que esta aqui sentado no escuro? – Joguei-me na poltrona ao lado do sofá onde Billy estava.

– O que foi? Um homem não tem mais o direito de ficar sentado no escuro quando quer? – Ele me fuzilou com os olhos, percebi que eu não era muito bem vindo na minha própria sala de estar.

– Ok né... – Me levantei – Fique a vontade e desculpe! – Normalmente eu teria ficado furioso com um troço desses, mas eu sabia que Billy estava passando por um momento difícil e na boa, eu sempre o respeitei como um pai. – Se precisar de alguma coisa, estou no meu quarto. – Eu disse começando a caminhar.

– Nicholas...Espera! – Ele chamou e eu parei – Eu...não quis... só, me desculpe.

– Tudo bem – Eu disse e ele suspirou. Sabia que ele precisava falar, eu só não sabia se eu era a pessoa certa para ouvir o que ele tinha a dizer.

– É que não consigo dormir, estive pensando em muitas coisas...sobre a Tish, Noah, e também sobre a Miley. Sabe, foi o aniversario dela e ela nem se quer me atendeu, não pude dar os parabéns a minha filha, acho que ela deve estar chateada comigo por causa dessa história toda...Eu devo ser realmente um péssimo pai... - E a minha linha de raciocínio parou ali, acho que nem mais ouvi o que o Billy falava, tinha sido o aniversario da Miley?! Claro, Claro, hoje, ou melhor, ontem era dia 23, como pude esquecer disso?!Parece que a Miley não era a única que estava começando a se desvencilhar de nosso passado – por isso, entende? Nicholas?

– Ah...oi, eu, eu entendo, entendo claro! – Menti.

– Então agora já sabe como eu me senti...- Ele suspirou - tem sido difícil, mas eu já tomei a minha decisão, amanhã mesmo vou entrar com uma ação na justiça para requerer a guarda da Noah!

– Mas Billy, isso... isso pode ser o pior a se fazer numa hora dessas, vocês apenas vão brigar mais e, e pode ser péssimo para a Noah... – Ele sacudiu a cabeça negativamente.

– Eu já decidi Nicholas, passei a noite inteira pensando sobre isso, e é o que vou fazer! – Ele levantou-se e foi para o quarto dele.

Narrado por Demi

Dallas, Texas, 06:00 AM (Horario local) Mansão da família Jonas.

O telefone tocava insistentemente. Eu estava dormindo, ou melhor, tentando dormir já que a Mell tinha acordado pela centésima vez essa madrugada e com essa porcaria de telefone com certeza que ela iria acordar de novo. 
Eis que se ouve um choro de neném, eu não disse?! Que boca essa minha viu!

– Joe, JOE, JOSEPH!! – Tive que dar uma sacudida nele.

– Já acordei, já acordei! – Ele levantou-se num pulo tirando sua máscara de dormir dos olhos. Tudo bem, eu sei que isso é muito gay – O que foi??

– A Mell, ela tá chorando! Vai lá ver o que ela tem que eu vou lá em baixo atender o telefone! – Eu disse já calcando as minhas pantufas, a verdade era que desde que a tia Denise e o tio Paul viajaram, essa casa já não era a mesma, e nem dava pra contar com o Frankie, porque esse dorme feito uma pedra.

Desci as escadas e fui em busca do telefone pela sala escura. Quem quer que fosse era uma pessoa muito insistente, porque acho que esse bendito telefone já tinha chamado umas mil vezes.

Ligação On

– Alô! – Consegui atender em fim.

– Oi, Demi? – Alguém perguntou.

– Sim, quem deseja?

– Oi Demi, sou eu a Dani, me desculpe por ligar assim tão cedo, mas é um pouco urgente.

– O que foi?! Está tudo bem com vocês?? Algum problema com o Kevin ou a Jenny??

– Não, não, eles estão ótimos, inclusive Kevin e eu estamos até pensando em viajar para encontrar a tia Denise e o tio Paul.

– Ah que legal!

– Pois é, eu liguei justamente porque queria um favor seu.

– Meu? Mas o que??

– Se você podia ficar com a Jenny pra mim enquanto Kevin e eu viajávamos, é por pouco tempo, e ela se comporta, eu prometo! – Ouço pelo telefone o som de algo quebrando, e Dani dando bronca em alguém. Derrepente vejo Joe descendo as escadas correndo com a Mell nos braços, esse garoto perdeu o pouco juízo que tinha?

– Demi, Demi você não pode aceitar cuidar da Jenny, aquela garotinha é um pesadelo! Acredite, só eu sei! – Joe disse com os olhos esbugalhados. O único problema é que eu sempre fui péssima em dizer não para as pessoas que não sejam o Joe.

– E então Dems, você pode ficar com ela? – Dani perguntou pelo telefone.

– Ah Dani, bem, eu...eu – "Diz que não Demi, diz que não!" Joe sussurrava e balançava a cabeça negativamente – Bem, eu er...tudo bem, eu fico com ela sim! – Vi o Joe me olhar com cara de quem não estava acreditando. Ah, a garota era só uma criança, mesmo que ela fosse "um pesadelo" não poderia ser tão ruim assim, não éh?!

– Obrigada Demi!! Vou mandar o Kevin levar a Jenny aí daqui a pouco, tchauzinho! – Ela desligou e eu coloquei o telefone de volta no gancho.

– Não acredito que você disse que vai cuidar daquela peste em forma de criança! – Disse Joe bravo.

– E eu não acredito que você estava escutando a ligação pela extensão! - Eu retruquei

– Isso não vem ao caso! - Desconversou - Demi, entende, a gente já tem a Mell e estamos cuidando do Frankie pros meus pais, isso sem falar no seu surto pra trabalhar naquela galeria de arte...

– Não foi um surto, eu precisava fazer alguma coisa, não dava pra eu ficar só em casa cuidando da Mell o resto da minha vida né Joe!

– É, mas agora que você praticamente abriu uma creche aqui em casa, eu só quero saber quem vai tomar conta de tanta criança quando você tiver que ir trabalhar.

– Tem razão, sabe que eu ainda não tinha parado para pensar nisso... – Eu disse e o Joe apenas rolou os olhos.

– Então da próxima vez, deixa que eu atendo o telefone!

Narrado por Miley

Sidney, Austrália, 08:45 AM (horário Local) Casa do Liam.

Eu havia acordado a pouco tempo, ainda não tinha conseguido me acostumar com a ideia de estar um ano mais velha. Vinte e cinco, é confesso que eu me imaginava bem diferente do que sou hoje com essa idade.
Depois de fazer minha higiene e vestir uma coisinha básica, eu achei um bilhetinho do Liam sobre a escrivaninha em nosso quarto.

“Acho que temos que começar a correr, são apenas algumas semanas até o casamento. Tomei a liberdade de encomendar o seu vestido de noiva, afinal conheço as suas medidas como a palma da minha mão”


Isso era tão a cara do Liam, nem terminei de ler o bilhete, apenas o guardei no meu bolso pois precisaria do endereço. Parece que meu noivo já tinha mesmo cuidado de tudo.

Fui ate a cozinha tomar o meu café, uma das empregadas me disse que Liam tinha saído bem cedo pela manhã e que avisou que não almoçaria em casa, não me importei muito com isso.
Depois de enrolar um pouquinho em casa, fui até o endereço onde Liam mandou sem nem me trocar para fazer isso. Terminei por parar em frente a loja de vestidos de noiva mais famosa da cidade... Eu já deveria saber.
Quando entrei no local vi várias senhoras muito bem vestidas acompanhadas por amigas ou segurando seus cachorrinhos de estimação. Comparada a elas eu parecia aqueles mendigos que ficam sentados na beira da calçada do Central Park, será que a minha aparência teria melhorado se eu tivesse trazido a Lyla??

– Ahr, bem em que posso... – Uma vendedora metida me olhou dos pés a cabeça. Acho que detestou minhas botas – ajuda-la? – Como eu estava de bom humor, resolvi ignorar aquele ar de superior e ser gentil com ela.

– Um vestido de noiva, algo bem simples, não gosto de todo esse... – Olhei para todos os vestidos ao meu redor – Glamour. – Disse isso pra não ter que dizer outra coisa. Aqueles vestidos tinham mais brilhos e enfeites do que as minhas roupas da época de Hannah Montana. Ri com esse pensamento, com certeza se a Hannah fosse se casar eu indicaria essa loja pra ela.

– Eu imaginei que não gostasse! – Eu sei que ela disse isso porque acha que eu não tenho com o que pagar. E é por isso que eu detesto gente que julga alguém só pelo que essa pessoa está vestindo!

– Olha moça, eu... – Fui interrompida por um berro.

– MILEY CYRUS!! – Uma mocinha que parecia não ter mais que 16 anos me olhava com olhos esbugalhados – Me dá um autografo, eu sou sua maior fã! – Ela veio até mim

– Espera, então você é a Miley Cyrus, a noiva do senhor Liam Hemsworth? – A vendedora me olhou novamente, acho que estava se perguntando o que o Liam tinha visto em mim.

– Até onde eu sei, sou sim – Disse enquanto dava o autografo pra minha "maior fã" e posava para uma foto com ela.

– Ah, me desculpe, eu não a reconheci – Exibiu um sorriso amarelo – Seu vestido já está pronto, seu noivo escolheu o modelo, se puder vir comigo para experimenta-lo.

– Mas já? Nossa que rápido! – Eu disse enquanto a mocinha tirava algumas fotos nossas ainda.

– Pois é, e olha que ele tinha encomendado fazia só um mês. É que nosso melhor alfaiate quis trabalhar nele quando soube que era para Miley Cyrus! – Ela gabou-se. Eu fiquei pensativa, como o Liam poderia ter encomendado esse vestido a um mês atrás se me disse que tinha começado a planejar o nosso casamento ontem?! Será que ele andava mentindo pra mim?!

– Miley, será que eu posso ver você de vestido de noiva? Eu prometo que não tiro fotos, só quero ser a primeira a te ver! – Me perguntou a garota muito animada.

– Ah claro, pode sim... Mas e aí, você não vai avisar a sua mãe?! Ela não vai ficar preocupada por você desaparecer de repente do lado dela?! - Olhei para a mulher cercada de outras amigas, com quem a garota estava antes.

– Eu não vim com a minha mãe, essa daí é a minha futura madrasta e ela não tá nem aí pra mim! – A garota disse um pouco triste e rancorosa – Ela já é a quinta e tem quase a minha idade, parece que o meu pai não percebe que essas peruas só querem o dinheiro dele!

– Primeira lição sobre os homens, as mentes deles são limitadas demais! Vem comigo! – Dei a mão para a mocinha e nós duas fomos para o vestuário.

A vendedora metida me entregou um “glamoroso” vestido de noiva, ainda mais enfeitado do que os que eu tinha visto expostos na loja, acho que tinha até mais brilho do que pano no vestido.

– E sua família Miley, você não sente falta deles? – A garota perguntou-me do lado de fora da cabine

– Muita, com esses problemas de rede aqui na Austrália eu quase não consigo falar com eles! – Respondi – Mas depois do casamento vou visitá-los!

– Engraçado, meu celular nunca me deu problemas, e olha que as vezes meu pai viaja para  Coreia e para o Brasil, porque ele tem negócios lá.

Aquilo me deixou pensativa novamente, aquilo soava tão estranho, o meu celular vivia com problemas de rede e a menina conseguia falar com seu pai, nesses países ainda mais distantes, normalmente. Me olhei no espelho, definitivamente vi que não era daquele jeito que eu tinha sonhado entrar na igreja um dia. 
Saí do provador e mostrei para a garota o meu vestido.

– Ainda bem que a minha futura madrasta não viu esse seu vestido, ela ia querer toma-lo de você porque o seu tem muito mais brilho que o dela!

– Pois é...tem muito brilho mesmo! - Disse sem animo algum. Eu tinha detestado tudo nesse vestido!

* O vestido.

– Sabe, isso não combina com você! Voce não é uma perua! – Voltei a me olhar no espelho, eu tinha a mesma opinião – Sabe Miles, eu sei que você tá noiva do Liam e que você ama muito ele, e talvez seja até besteira eu te dizer uma coisa dessas mas, sei lá, eu sempre achei que você ia casar mesmo era com o Nick Jonas – A menina disse um pouco sem jeito.

Eu fiquei meio desconcertada com o que ela disse, mas acho que a sinceridade dela e o jeito como ela estava conversando comigo abertamente, quer dizer, eu sei que ela era uma fã mas ela parecia realmente gostar de mim como pessoa e me respeitar então me senti a vontade pra ser sincera com ela também.

– Pra ser bem sincera, até pouco tempo atrás eu também achava isso! – Eu disse um pouco mais baixo, mas sei que ela escutou. Antes que ela pudesse me encher de perguntas eu voltei para a cabine mais uma vez e comecei a tirar o vestido.

Acho que não mencionei antes, mas a TV estava ligada, e agora passava um noticiário local, que até então não tinha conseguido prender a minha atenção, mas por algum motivo a ultima noticia anunciada me chamou muito atenção.

Um corpo de um homem jovem foi encontrado hoje de manha cedo no lixão da cidade, ainda não foi identificado, mas os peritos já estão trabalhando para tentar descobrir quem era o cidadão. A policia acredita que foi acerto de contas da máfia, pelos hematomas espalhados pelo corpo e pelo jeito como foi executado, um tiro na cabeça....


Eu saí rapidamente da cabine e olhei para a tela, fiquei em choque com o que vi.

– Drew!! – levei minhas mãos a boca espantada, eu tinha certeza que era ele, já o tinha visto com aquelas roupas e embora houvesse hematomas no rosto também ainda era possível identificar. 

Saí correndo da loja, eu precisava ir ate o apartamento do Drew.

– Espere, senhora Cyrus, o seu vestido, a senhora não vai querer fazer os ajustes?! – Nem respondi nada, fui deixando o local depressa.

Quando saí pela porta lembrei-me que o motorista do Liam estava a minha espera, e se eu bem o conhecia ele me levaria direto para casa, sem desvios... Droga!

– Miley? – A garota veio atrás de mim – Ta tudo bem com você?

– Voce já sabe dirigir?! Tem carro??

(...)

No final de tudo a Valerie, sim esse era o nome da garota, ainda não sabia dirigir tão bem, mas tinha as chaves do carro da futura madrasta. Ela veio comigo ate o edifício onde Drew morava, eu contei a ela tudo sobre a minha amizade com o Drew.

Quando chegamos, perguntei ao porteiro pelo Drew, mas ele disse que não o tinha visto desde ontem, e como eu insisti ele terminou por me deixar entrar no apartamento já que ele já tinha me visto com o Drew antes. Quando eu e Valerie subimos para o apartamento do Drew encontramos o lugar mais limpo, não havia ninguém, mas nada parecia fora do comum ali.

– Voce tem certeza Miles, que o cara morto da TV era mesmo o seu amigo Drew?!

– Tenho sim Valerie, era ele! – Eu já estava com lagrimas nos olhos – Vem, vamos a policia!
Antes de sairmos do apartamento o meu celular tocou, quando olhei na tela vi um numero desconhecido, mas atendi assim mesmo.

Ligação On

– Alo!

– Alo, Miley?!

– Oi, quem ta falando?

– Sou eu, a Mandy!

– Mandy, oi tudo bem?! E-eu estava louca tentando falar com você... – Dizia aflita, mas ela me interrompeu.

– É?! Pois nem parece, tentei te ligar mais de um milhão de vezes e seu celular só cai na caixa postal!

– Mas...

– Não, e sabe o que é mais engraçado?! Agora que eu liguei de um orelhão você finalmente atendeu! – Ela riu sarcástica – Olha, eu deveria bater o telefone na sua cara agora, só não vou fazer isso porque a Noah precisa de ajuda!

– Mandy, eu juro que...

– Olha aqui Miley, eu não quero saber das suas desculpas, sei que você está com raiva de mim desde aquele incidente a um tempo atrás, mas quer saber esquece isso, você tá com o Liam agora e deve estar feliz não é?! Olha, não foi por isso que eu liguei! – Ela fez uma pausa, pude ouvi-la suspirar – Seus pais estão se divorciando e a Noah, bom, ela tá sofrendo muito com isso, não come direito, quase não dorme... Sua irmã esta muito mal Miley, ela precisa de você! Sei que deve estar muuuuito ocupada com o seu trabalho e com o seu casamento, mas bem que você poderia vir -la!

– E-eu... Eu não sabia disso – Eu disse ainda atônita.

– Agora já sabe! Bem, como eu não tenho mais nada pra falar com você eu vou desligar, Tchau! – Ela desligou mesmo e eu fiquei ali, tentando juntar as ideias e tentando processar tudo o que estava acontecendo na minha vida.

– Miley o que foi?! – Valerie perguntou-me.

– Valerie, preciso de um minuto! – Eu disse e ela assentiu saindo do apartamento e me deixando sozinha.

Eu sabia que precisava fazer alguma coisa, Drew já estava morto mas a minha irmã estava viva e precisava de mim.

Peguei meu celular e liguei para o Liam, talvez ele pudesse me ajudar de algum jeito...Só então percebi que sempre que eu queria falar com ele o telefone funcionava, e eu também sempre conseguia atender as chamadas dele.
Mas por quê?! Nem pude completar o meu raciocínio pois ele atendeu depressa

Ligação On

– Alo?

– Oi Liam!

– Oi amor, e então como o vestido ficou em você? Voce gostou? Porque eu particularmente achei ele perfeito pra voce...

– Liam, os meus pais estão se divorciando!- Disse um pouco desesperada - E-eu não consigo falar com eles pelo telefone, eu não tenho noticias, nem sei como aconteceu e nem o que fazer!

– Ah...então, eles estão se divorciando? - Ele não me pareceu muito surpreso, era como se já soubesse ou sei lá - Isso é mesmo uma pena meu amor. É triste que a maioria dos casais acabem sempre se divorciando mais cedo ou mais tarde...

- E-eu vou pra Los Angeles! - Interrompi informando-o da minha decisão

- O que?! Não, você não vai!- Disse como se eu não pudesse ir, como se fosse uma ordem - Quer dizer, pra que você vai pra lá agora?! Se eles já tomaram a decisão de se divorciar não faz diferença, além do mais você tem que estar aqui, estamos cuidando dos preparativos do nosso casamento!

- Eu tenho quase certeza que você não me ouviu direito... Liam, eles são meus pais, estamos falando de uma família aqui, da minha família! - Retruquei

- Ora Miles, seus pais não são mais crianças, eles sabem o que fazem da vida deles!

– É, só que a Noah ainda é uma criança e isso ta afetando muito ela!

– Isso é normal, ela é criança e não quer que os pais se separem... Com o tempo ela vai aceitar, não tem por que se preocupar com isso amor! – Liam estava falando com tanta calma que mais parecia que ele estava pouco se importando com a situação – Olha, faz o seguinte, você fica aí em casa que eu vou dar um jeito aqui e vou almoçar com você e aí conversamos melhor sobre tudo isso, tá bem?! - Não, isso era inacreditável... Ele me mandou mesmo esperá-lo em casa pra almoçar?!

– Tá, tá bem... - Concordei, eu não iria arrumar uma briga com ele por telefone. Eu tinha era que ir pra Los Angeles ver a Noah e conversar com os meus pais, isso sim! Mas pelo visto, o Liam não iria facilitar as coisas pra mim, não com essa coisa dos preparativos pro nosso casamento. Eu precisava dar um jeito de viajar pra lá sem ele saber, mas como?! Parece que ele sempre sabe de tudo antes mesmo de eu pensar em fazer! Foi aí que eu tive uma ideia, eu precisaria distraí-lo, fazer ele achar que eu iria fazer outra coisa em outro lugar, isso me daria tempo. Não sei exatamente por que mas só o que me veio a cabeça foi - Ah...Liam, lembra do Drew, o meu professor de fotografia?!

– Ah, sei, o que tem ele? – Senti que Liam tinha ficado nervoso.

– Ele foi assassinado, com um tiro na cabeça, o corpo foi encontrado hoje cedo...

– Como assim o corpo foi encontrado?! – Não entendi direito mas senti algo meio como desespero na voz do Liam - Digo, em que estado, como você pode reconhece-lo? 

- Eu vi na televisão e reconheci pelas roupas, e também ele tinha alguns hematomas mas ainda dava pra saber que era ele. Eu acho que ele não tem nenhum parente na cidade então eu estou indo delegacia pra reconhecer o corpo...

- NÃO!! - Ele praticamente berrou - Quer dizer, pode nem ser ele, você não tem certeza! - Afirmou convicto disso - Além do mais não é bom você ir sozinha a uma delegacia, pode ser perigoso. Me espera chegar em casa, aí vamos juntos a delegacia! 

– Ah...É que na verdade eu já estou aqui, estou só esperando um policial que vai me levar pra ver o corpo... - Ele nem me deixou terminar e desligou.
Ok, isso foi estranho... Mas deu certo!

Saí do apartamento e encontrei Valerie me esperando do lado de fora.

– Me leva até o aeroporto?

– Voce vai viajar? – Eu assenti – Não quer passar na sua casa primeiro, para fazer as malas?

– Não, não dá tempo, é urgente! – Eu sabia que se voltasse em casa não conseguiria mais sair de lá, Liam me impediria de algum jeito.

Valerie me levou até o aeroporto, por sorte eu consegui convencer um cara a me vender a passagem dele para o vôo que sairia em mais ou menos 15 minutos para Califórnia. Claro que eu paguei quase o triplo por ela, mas tudo bem!

– Valerie, eu quero te pedir mais um favor!

– Claro Miles, o que você quiser!

– Vá até a policia e reconheça o corpo do Drew, pode contar a eles tudo que lhe contei, só não o deixe ser enterrado como indigente, eu mesma faria isso, mas não tenho mais tempo! - E também tinha certeza que o Liam já deveria até estar lá.

– Tudo bem, eu vou fazer isso! – Ela me abraçou – Ah e foi um prazer conhecer você Miley!

– Também foi um prazer Valerie, muito obrigada, por tudo!

Depois disso fui para a área de embarque esperar a hora da saída do avião.

(...)

Narrado por Josh.

Los Angeles, Califórnia, 12:03 PM (horário local) Apartamento do Nicholas.

Eu estava desesperado, a gravadora do Nick queria um CD e ele nem se quer tinha escrito uma música, mas quando eu fui de manhã ao estúdio do Nick e achei aquela pasta com todas aquelas músicas eu comecei a respirar aliviado outra vez. Nick era um irresponsável, mas sabia escrever como ninguém, um álbum com aquelas novas canções seria um sucesso, com certeza!

Um pouco antes que eu pudesse bater na porta da frente da casa do Nick, ele a abriu com raiva, parecia possesso.

– Nicholas...

– Olha Josh, na boa, estou sem saco para as suas reclamações agora!

– Espera cara, eu não vim reclamar de nada, vim só te parabenizar pelas músicas. Estão ótimas, seu novo CD vai ser um sucesso!

– Musicas?? Mas que musicas??

– Aquelas dentro de uma pasta, lá no seu estúdio, estão muito boas, podíamos começar a gravar quando?

– NUNCA!! – Ele me olhou furioso – Nunca vamos gravar aquelas músicas entendeu bem, nunca! – Ele me empurrou para poder passar por mim, vi que em sua mão tinha um jornal que ele amassou e jogou não chão antes de entrar no carro e sair em disparada.

Peguei o jornal só por curiosidade pra ver se tinha alguma coisa nele, e eis que dou de cara com uma foto da tal Miley Cyrus dançando com um homem loiro e alto, provavelmente o noivo dela. A manchete era a seguinte.

A mais nova senhora entre as Divas do Pop
Depois de Avril Lavigne e Kate Perry agora é a vez de Miley Cyrus adicionar ao seu mais um sobrenome. Isso por que ontem, ela e o noivo, Liam Hemsworth, resolveram em fim anunciar a data do casamento. Os dois fizeram isso abertamente para a imprensa e amigos, durante o jantar de aniversario de Miley....

Nem precisei terminar de ler pra saber porque o Nick estava daquele jeito.

Miley Narrando

Los Angeles, Califórnia, 12:08 PM (horário local) Mansão da família Cyrus.

Assim que cheguei a Los Angeles peguei um taxi e fui direto para casa, precisava ver a Noah. Durante a corrida até que deu tempo de matar um pouquinho a saudade que eu tava daqui.
Quando cheguei em frente de casa pude ver estacionado em frente a uma casa vizinha, um Mustang clássico. Eu reconhecia a casa e o carro, mas como já fazia algum tempo que a família Jonas tinha se mudado para Dallas eu não imaginei que pudesse encontrar algum deles por aqui, muito menos "ele" até que vi alguém, um rapaz, vindo em direção ao carro a passos largos. 

Meu coração imediatamente começou a bater mais forte, é claro que eu já sabia que era "ele" quem estava por aqui, ele nunca deixaria outra pessoa dirigir aquele carro... Eu deveria desviar o olhar e entrar em casa logo de uma vez, já que foi só pra isso que eu vim, pra ver a minha família...Mas a quem eu estava querendo enganar?! Eu queria vê-lo, mesmo que de longe. Fixei meus olhos naquela direção e tive ainda mais certeza, era ele mesmo, era o Nick. Ele estava diferente, mas eu o reconheceria de qualquer jeito. Estava mais forte, mais homem, mais... Sexy. Ainda mais do que a um ano atrás.

Fiquei um pouco perdida olhando pra ele, na verdade acho que eu sempre ficaria assim toda vez que o visse. Vi que ele amaçou um papel qualquer e depois entrar no carro, saindo em disparada, passando por mim sem nem me enxergar, mas eu acho que pelo estado que ele parecia estar, não deveria estar enxergando muita coisa a sua frente não.

– Mas eu não quero! – Vi Noah sair correndo pra fora de casa e corri ao seu encontro. Quando ela me viu correu ainda mais depressa em minha direção. – Miles, Miles, diz pra eles que eu não vou escolher nenhum dos dois, eu não quero ter que escolher entre o papai e a mamãe! – Ela me abraçou forte, deixando que as lágrimas molhassem a minha camisa.


Continua...

N/A: E mais um capítulo postado! Eu sei que vocês todos estão esperando pelo reencontro Niley, mas podem ficar calmos, ele já está bem próximo agora que a Miley (finalmente) voltou pra Los Angeles e ela até que foi bem esperta fazendo o Liam achar que ela iria para a delegacia quando na verdade estava indo para o aeroporto, vocês não acharam?!
Eu sei que vocês estão achando a fic muito parada mas a verdade é que as coisas precisam ser assim agora, daqui pra frente tudo vai ficar mais agitado e vão rolar bastante confusões, só que como eu disse antes, essa segunda temporada é diferente da primeira, ela é mais Drama do que comédia, bom, pelo menos envolvendo a Miley, mas por sorte nós temos os Jemi sempre nos garantem uma parte mais divertida leve da história...
Bom, espero que vocês continuem dizendo o que estão gostando ou não na fic, isso me ajuda a melhorar! =D
Bom, vocês já conhecem as regras, 5 comentários pelo menos para o próximo!
Bjsssss

16 comentários:

  1. AAHHHH, ta chegando um dos meus caps favoritos *o* . Miley sendo espertinha haha, finalmente enganou o liam e voltou pra LA !!!! POSTA LOOGO by:-l.e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. YÉS, os melhores capítulos estão por vir!
      Postado!
      Bjsss

      Excluir
  2. *Coral de aleluia cantando agorinha mesmo*
    Finalmente a anta da Miley acordou pra vida e foi pra LA! \o/ Nossa, eu to doida pra reler a parte em que ela se encontra com o Nick ( e ele vê ela rs). Cara, eu até tinha esquecido da Jenny! Ela aprontando com os Jemi é épico! Kkkkkk
    Realmente, gente. Vale a pena esperar, porque a partir de agora a história vai ficar muito boa!
    Posta logo, Amy!
    Beijos

    Obs: Já que vc já está de férias, vamos conversar por e-mail, msn, Skype, twitter, sei lá kkkkkk Estou com saudades de conversar com vc! Ah, e tem um email meu pra vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é mesmo épico a Miley passando a perna no espertalhão do Liam, eu queria o Drew vivo pra tirar uma foto disso, sério!
      Postado!
      Bjsss

      Excluir
  3. quee bom q a Miles saiu da Austrália né, to louca pro reencontro niley, tá chegandooo, ´posta logo, bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o reencontro está prestes a acontecer!
      Postado!
      Bjss

      Excluir
  4. OMG! finalmente ela voltou para LA,já não me lembrava nem um pouco deste capitulo espero bem que a noah consiga ficar com os dois pais e a miley que nao tome partido da mãe ou do pai apenas que de apoio aos dois...

    POSTA LOGO
    natalia

    ResponderExcluir
  5. Eeehhh... Até que enfim ela voltou pra L.A!! E parece que finalmente ela está acordando...Começou a notar muitas coisas... Aiin!! Quero Niley!! Espero que ela e o Nick se reencontrem logo... *-*
    #PostaLogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eles vão se reencontrar logo, prometo!
      Postado!
      Bjsss

      Excluir
  6. Finalmente a Miley está de volta a LA.
    A Miley foi muito esperta enganando o Liam.
    Estou doida pra que chegue logo a parte que eu mais gosto rsrs. Mal posso esperar pra ler de novo rsrs.
    Posta Logoooo!!
    Bjos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miles em L.A, Nick também, quem acha que isso é o Destino?! rsrsrsrs
      Postado!
      Bjsssss

      Excluir
  7. Ainda bem que a miley voltou para l.a
    Tomara que ela encontre o nick logo :)
    Posta logo!!
    Beijos.

    ResponderExcluir