Sinopse

"- ...Só que aí você volta, e te amar é tão mais fácil...."

sexta-feira, 8 de março de 2013

Eu odeio a Miley Cyrus - Capitulo 19


Eu beijei a Miley Cyrus


Nick Narrando

Acabei por adormecer no sofá da sala de música. E sabe quando parece que você acabou de fechar os olhos e já te chamam? Bom, foi exatamente isso que aconteceu.


– Tu gosta mesmo de dormir em sofá ne?! Eu heim! – Joe tinha acabado de entrar na sala de música.

– Me deixa em paz cara, eu quero dormir! – Eu disse tentando me aconchegar no sofá.

– Ah eu ate gostaria mas não vai dar não, temos ensaio para o casamento em dez minutos! – Ah Droga!

– E não tem como eu faltar não?! - Perguntei sem a minima vontade de me levantar daquele sofa.

– Na boa, se fosse por mim até eu faltava, mas você sabe que a Demi vai ter um treco se um de nós não aparecer, então levanta esse traseiro enorme que você puxou do Kevin daí!

– Ok, eu já vou!

Chegamos a igreja onde aconteceria a cerimônia de casamento do meu irmão e da Demi. Era a catedral principal de Dallas, então não preciso nem comentar que era enorme. Meu pai e minha mãe também estavam presentes nesse ensaio assim como Frankie que levaria as alianças.

Eu estava um pouco cansado, mas dava pra agüentar. Minha mãe entraria na igreja com o Joe, meu pai com a Demi e eu e a Miley teríamos que entrar juntos, assim também como permanecer lado a lado ate o fim da cerimônia cheia de frescurites que aquela organizadora de casamentos, a Cindy, tinha inventado.

– ...Pois é, Joe quando você beijar a Demi eu vou mandar que estourem os 500 fogos que formarão “Joe e Demi amor eterno” no céu... Ah e também os golfinhos treinados vão saltar formando pequenos corações na piscina principal do castelo, vai ficar lindo!! – Cindy falava, falava e falava mais um pouco. Sempre me ralhava pois na maioria das vezes eu cochilava no meio dos discursos sem fim dela.

Passamos a manha inteira naquela baboseira e a pior parte era que eu estava ocupadíssimo hoje, tinha que ir para a gravadora pois eu tinha que compor uma musica para um jogo novo de vídeo game que estava sendo lançado no mercado.

Bom, depois de jogar fora a minha manha naquele ensaio furado eu fui para a gravadora e passei a tarde trabalhando na musica que eu precisava compor. Eu nem vi o tempo passar, estava tão entretido la no meu estúdio de gravação e na musica que nem reparei que já se faziam muitas horas que eu estava ali, inclusive já era noite e já era bem tarde.

Meu celular chamou e era a Sel, não atendi pois não queria parar o que estava fazendo mas não passou nem cinco segundos e um numero desconhecido me ligou... Eu não ia atender, mas por algum motivo acabei apertando o botão verde do celular e escutando uma voz feminina muito familiar do outro lado da linha...

Ligação On

– Pronto! - Atendi

– Nicholas?? Oi, é a Miley... Olha, eu só liguei porque a gente combinou de trabalhar na musica para o casamento e como já esta tarde e você não apareceu... – Ela tentava se explicar

– Desculpa Miley, eu esqueci...– Passei meus dedos pelos meus cabelos frustrado, como eu pude esquecer disso?!

– Tudo bem, eu tive uma idéia, acho que é boa, só não sei se você vai gostar...

– Voce já esta deitada Miley? Esta cansada??

– Hum?? – Ela estranhou minhas perguntas – Não, não estou por quê?

– É que eu estou aqui no meu estúdio de gravação, pensei se você não poderia vir ate aqui...Pra gente trabalhar na sua idéia!

– Ah... acho que tudo bem, você precisa que eu leve algum instrumento em especial ou já tem tudo ai?!

– Ah deixa eu ver... – Olhei ao redor, dei pela falta de um instrumento – Ah Miley, traz o meu violão, aquele que tem BTS gravado nele.

– Ta eu levo... Onde ele esta?

– No meu quarto, provavelmente em cima da cama...

– Ok, eu já chego ai... A propósito, ainda é o mesmo estúdio, o mesmo onde...bem, o de antes?!– Ela parecia que ia falar uma outra coisa, mas terminou falando isso.

– É, ainda é o mesmo, o mesmo em que gravamos Before the Storm. Ainda lembra-se do caminho?

– Lembro, lembro sim... Ok ate mais! – Ela desligou.

Ligação off

Derrepente flashes daquele dia vieram a minha mente rapidamente... Nos dois sentados ao piano juntos, escrevendo tudo o que sentíamos, falando bem mais do que provavelmente revelaríamos um ao outro numa simples conversa comum, a musica era parte de nos, ela expressava a essência da nossa alma e fazia com que as coisas difíceis de explicar fossem mais facilmente compreendidas e coisas complicadas ficassem mais simples.

Quando gravamos Before the Storm estávamos apaixonados, aquela era a nossa musica, a expressão dos nossos sentimentos. Tínhamos enfrentado uma “Tempestade” a pouco tempo no nosso relacionamento mas tínhamos um ao outro e isso nos faria superar qualquer outra coisa. Nem tudo eram rosas nas nossas vidas mas ao menos tínhamos certeza sobre os nossos sentimentos. Esse foi um dos motivos para que eu gravasse as iniciais dessa musica no meu violão favorito, para nunca esquecer o que ela realmente significava.

Flash Back On

Eu estava prestes a entrar num avião, estava de partida para uma turnê mundial, iria demorar alguns meses para retornar a minha casa novamente. Miley estava comigo no aeroporto, embora não quiséssemos que os paparazzi tirassem fotos nossas não podíamos deixar de nos despedir.

– Voce nem vai sentir minha falta!! – Miley dizia com os olhos marejados. Não sei como ela podia dizer aquilo, é claro que eu sentiria falta dela, mais do que qualquer outra coisa. Estavamos abraçados dentro do banheiro do aeroporto. Miley estava la mas a imprensa não sabia.

– Não diz isso My, claro que eu vou sentir sua falta! – Disse enquanto acariciava seus longos cabelos cor de caramelo - Eu te amo! - Sussurrei

– ...Voce diz que me ama, mas não demonstra isso...Nunca! – Miley soltou essa frase com um sentimento de rancor. Eu nunca quis machucá-la, não queria acreditar que eu a estava machucando agora.

– My, me escuta, eu...

– Nick ta na hora cara, se formos para o avião sem você as fãs vão desconfiar! Anda, se despede da Miles e vem! – A voz era de Joe, ele veio me chamar. Hesitei no primeiro momento, mas eu sabia que precisava ir.

– My, me entende, por favor, é o meu trabalho...

– Eu sei, - Ela suspirou - Vai logo! – Ela disse me soltando e limpando as lagrimas.

Sai do banheiro bem atrás do Joe, caminhamos pelo corredor e nos despedimos dos nossos pais e do Frankie, pegamos as nossas bagagens de mão e seguimos em um corredor cheio de fãs e paparazzi tirando milhões de fotos nossas.

Na minha bagagem de mão estava o meu violão, o mesmo que eu tinha usado no show com a Miley, naquele dia eu tinha gravado nele BTS, as siglas da nossa musica. Olhei para varias garotas sorrindo e gritando pra mim “Eu te amo Nick” e me senti vazio, não que as fãs não fossem importantes pra mim, mas a garota que eu amava nesse momento não estava com um sorriso no rosto e sim com lagrimas.
Aquela situação toda me fez pensar, assim como aquelas garotas a Miley tinha feito um esforço enorme para estar aqui e se despedir de mim. Ela cancelou tudo o que tinha pra fazer essa tarde só para estar comigo, e eu estava indo embora, a deixando sozinha e o pior, ela tinha razão, eu nunca demonstro que a amo, que dou valor a tudo que ela faz por mim. Principalmente por manter comigo esse relacionamento tão complicado.

Voltei meus olhos para trás e vi a Miley parada um pouco mais atrás do alvoroço todo em que estávamos. Ela me olhava com um sorriso, mas seus olhos demonstravam claramente tristeza. Não tive coragem de prosseguir vendo-a assim, eu precisava fazer alguma coisa, precisava mostrar o quanto ela era importante pra mim.

Na mesma hora, me virei e corri na direção da Miley para abraçá la, um abraço apertado e cheio de sentimento. De relance vi vários flashes de câmeras sobre nos, estava claro que amanha seriamos capa de todas as mais famosas revistas de fofoca do EUA, mas pela primeira vez eu não me importava, ela era a minha garota e se o mundo todo soubesse disso por mim estava tudo bem...

– Porque você esta fazendo isso?? – Miley sussurrou ao meu ouvido, visivelmente assustada.

– Porque eu te amo e não quero mais que você duvide disso! – Falei a apertando ainda mais em meus braços.

– Nick eu também te amo, mas você tem idéia do que isso tudo vai causar nas nossas vidas??

– Tenho e não me importo nem um pouco! – Eu a soltei só o suficiente para olhar em seus olhos. Vi o sorriso da Miley se formar em seu rosto lindamente.

– Isso é loucura... - riu um pouco mais ainda aturdida com o que estava acontecendo. 

- Nao, loucura era continuar escondendo o que eu sinto por voce! - Eu bem que queria beija-lá mas a Miley nao me deu brecha.

- Voce é louco!! – Ela disse acariciando meu rosto com a mão docemente.

- E voce é linda! - Tentei mais uma vez beija-la mas a Miley virou um pouco o rosto deixando apenas que eu lhe desse um singelo beijo na bochecha.

- Vai, anda... voce tem que ir agora! - Ela disse se afastando um pouco e foi só aí que eu voltei pra realidade e percebi todas aquelas pessoas a nossa volta e o meu avião quase decolando.

- Olha, eu vou, mas eu volto! - Disse com um meio sorriso e virando em direcao contraria a dela.
- Eu sei e eu vou estar aqui te esperando... - Ela murmurou baixo, mas eu ainda pude ouvir.

(...)

Chegamos a Madri, uma das cidades da turnê mundial no mesmo dia, fizemos um show incrivel lá. Quando cheguei ao hotel estava morto, mas ainda assim liguei para a minha namorada.

Ligação On

– Oi amor! – Ela atendeu no segundo toque

– Oi minha linda, e então, já esta com saudade??

– Ah, nem tanto!! – Ela disse e eu ri – Voce sabe que sim! E aí, já leu as noticias sobre nós?!

– Ainda não, mas fala aí, o que eles estão dizendo dessa vez?

– Vou ler a manchete da Mary’s Magazine pra você “ Niley é real, os pombinhos tiveram uma despedida emocionante no LAX” agora a da People “Nick Jonas cansa de fingir e abraça e beija a namorada Miley Cyrus em pleno aeroporto LAX” e por ultimo da Vogue “Parece que Miley Cyrus não liga muito para os seus namorados”


– O que?? Essa eu não entendi... – Eu disse e pude ouvir Miley gargalhar do outro lado da linha

– Cof, cof, cof - Limpou a garganta - deixa eu continuar... “Miley Cyrus chega atrasada para se despedir do possível namorado, Nick Jonas no aeroporto de LAX. Sim a moça chegou e os Jonas já estavam embarcando, mas isso não impediu que o dedicado e apaixonado Nick, corresse ao seu encontro para lhe dar um caloroso abraço de despedida” – Ela leu ainda rindo.

– Ta vendo só, até a Vogue concorda que eu sou um namorado dedicado e apaixonado!! – Me gabei.

– Ah claro, só porque você quer Nicky!! Mas nos dois sabemos que eu estava lá desde as duas da tarde trancada num banheiro com você... Quer mais paixão e dedicação que isso meu amor??

– Ok, ok ponto pra você, você é a melhor namorada do mundo e isso é indiscutível – Eu disse com um sorriso bobo no rosto, fazer o que, era a verdade - Mas e então, agora você acredita que eu te amo??

– Só porque voce voltou no ultimo minuto pra se despedir de mim e expos o nosso relacionamento na frente de milhares de fãs que são loucamente apaixonadas por voce, colocando em risco a sua popularidade e carreira em um ato totalmente impensado, impulsivo e apaixonado?! - Ela falou séria e eu fiquei meio perdido, mas percebi que ela estava só brincando quando ela riu do outro lado da linha - Eu nunca duvidei Nick, só que as vezes você não demonstra muito seus sentimentos sabe... sem falar que manter o nosso relacionamento é difícil, a gente mal tinha tempo um para o outro e ainda tinha que se esconder quando tava junto...

– Mas agora vai ser diferente, eu prometo, deixa só essa turnê acabar e eu voltar pra aí My, eu juro que vou mudar!

– Voce não precisa mudar amor, eu te amo assim, do seu jeito...Eu te amaria de qualquer jeito! – Ela disse e eu sorri – Só que não posso negar que estou com medo agora que todo o mundo sabe sobre nos dois!

– Miley, nao tem porque ter medo, quer dizer, todo mundo já desconfiava mesmo, nos só confirmamos o que já estava na cara, alem do mais estamos juntos e a gente vai conseguir enfrentar isso...

- Eu sei, é só...Quer saber esquece, que se dane! - Riu - Tudo que eu mais queria pra nós ta finalmente acontecendo, posso finalmente dizer que voce é o meu namorado! - Ela parecia realmente feliz.
Flash Back Of

Fui tirado dos meus pensamentos por Miley que entrou sem bater, apenas me virei para olhar para ela, que trazia consigo o violão. Ela veio ate mim o entregando.

– Esta aqui! – Ela disse sorrindo e parando para me encarar por alguns poucos segundos. – Ah quanto a minha idéia é o seguinte, eu conversei com a Demi hoje, não contei da sua música porque acho melhor ser surpresa pra eles, bem, ela me disse que a primeira música que ela dançou com o Joe foi Back at one do Brian Mcknight, eles dançaram em um evento beneficente da Disney e foi quando rolou o primeiro beijo deles! – Miley parecia tao animada contando isso quanto daquela vez - Ela disse que é a musica dela e do Joe sabe, tipo aquela música de trilha sonora do casal e coisa e tal... – Disse um pouco divertida – Bom, eu sei que o plano inicial era compormos uma música nova para eles, mas parece que nem você nem eu estamos muito inspirados e não temos muito tempo então... Nick, voce tá me ouvindo?! - Ela me encarou, eu estava meio perdido olhando pra ela e lembrando de como as coisas eram antes...

– Er... é, Voce tem toda a razão e eu gostei da idéia, já conheço um pouco a música então fica mais fácil...- Disse pegando o violão e sentando em um sofá de couro preto que havia no estúdio. – Me acompanha no piano?

– Claro... – Miley assentiu e se dirigiu ao piano de cor branca que havia ali.

Começamos a pegar o instrumental da música e trabalhar nele criando nossos próprios arranjos fazendo assim algo novo, mas ao mesmo tempo sem perder a essência da bela melodia que aquela música já tinha. Dividimos a musica em estrofes, assim cada um cantaria alguns pedaços.

Novamente trabalhamos durante boa parte da madrugada, mas tinha valido a pena, a música estava perfeita. Depois que transcrevemos as nossas modificações na canção sentamos no sofá e ficamos ali por um tempo, sem dizer nada apenas descansando um pouco.

– Estou com sono... – Miley comentou.

– Eu também, na verdade estou morto, desde ontem eu não durmo e amanha cedo ainda teremos mais um ensaio do casamento...

– Verdade, amanha vamos para o tal castelo ensaiar a dança... Aliás, Nick faça o favor de não pisar no meu pé! – Miley brincou.

– Espera, então nós dois vamos dançar... Juntos?!

– Bom, geralmente o padrinho e a madrinha dançam juntos quando o noivo e a noiva tem a primeira dança sabe... – Miley tentava explicar – Eu por mim nem queria isso, mas tenho certeza que a Cindy vai obrigar a gente...

– Bom a mim ninguém vai obrigar a dançar! – Resmunguei.

– Credo, tudo isso é só porque você não quer dançar comigo?! – Miley pareceu um pouco ofendida.

– Não, claro que não Miley, é só que... Eu não posso, eu não sei dançar essas músicas lentas, aliás, eu nem sei dançar!!

Miley riu um pouco, não parecia acreditar em minhas palavras... Mas quando viu que eu falava serio parou de rir...

– Voce ta falando sério?? – Ela me perguntou e eu apenas assenti – Bom, se quiser eu posso te ensinar,é fácil!

– Sim, claro que é fácil – Ironizei – É fácil pra você que sabe dançar super bem, já pra mim que sou um perna de pau...

– Ah você não foi tão ruim assim na despedida de solteiro do Joe – Ela levantou do sofá e me estendeu a mão – Anda vem, você é compositor, entende de rítimo, não pode ser tão ruim assim...

– Eu diria que sou pior que isso... – Eu estendi a mão agarrando a dela.

– Espera, a gente tem que colocar uma música pra tocar, sem música não vai ter graça... – Miley caminhou ate o aparelho de som que havia ali... - E então, qual CD usamos, precisamos de uma música lenta! – Ela disse remexendo os meus CDs todos. Caminhei ate ela, eu sabia de uma música que era perfeita para uma dança a dois, bom pelo menos na minha opinião.

Peguei o Cd especifico em minhas mãos e coloquei no aparelho, já que a Miley estava com o controle nas mãos pedi que ela selecionasse a faixa nove do cd.

Foi quando a música começou a tocar e eu sabia bem que a Miley conhecia essa música, na verdade nem um cantor que se preze poderia não conhecer uma das baladas mais clássicas dos anos 80... Purple Rain do Prince.

Caminhamos lentamente ate o centro do estúdio, paramos de frente um para o outro sem nos encarar, acho que estávamos um pouco nervosos demais para isso. Miley foi quem se aproximou mais primeiro, colocou as mãos em meus ombros mantendo uma distancia segura. Eu por minha vez coloquei minhas mãos sobre sua fina cintura sem apertar, apenas apoiando-as sobre a silhueta dela.

Tanto eu quanto ela evitávamos a troca de olhares, mas nossos corpos moviam-se no ritimo da musica em sincronia, eu sempre prestava atenção para baixo, confirmando que eu não estava pisando os pés da Miley.

– Ate que você está indo bem... Só não olhe tanto para baixo – Ela disse num tom calmo, parecia estar perdida na melodia da musica. Realmente essa musica envolve a gente de um jeito relaxante, parece até que estamos flutuando... Parei de olhar para baixo e direcionei meu olhar para o rosto da Miley, ela estava de olhos fechados, e com um sorriso discreto nos lábios ela cantarolava  a música. 
Não estava acontecendo nada demais ali, era uma simples dança, mas eu não podia evitar desejar que aquele momento não tivesse que terminar...

“Eu nunca tive a intenção de causar nenhuma magoa
Eu nunca tive a intenção de te causar nenhuma dor
Eu só queria te ver sorrindo, ao menos uma vez
Só queria te ver sorrindo na chuva púrpura
Chuva púrpura, Chuva púrpura
Acho melhor você fechar seus olhos
E deixar eu te guiar ate a chuva púrpura
Eu só queria ver você, só queria você
Na chuva púrpura , baby, chuva púrpura”

– Voce não faz idéia do quanto eu amo essa música! – Miley disse finalmente abrindo os seus lindos e vibrantes olhos azuis.

– Eu também... – Sorri – Acho que não tem como não gostar! – Falei olhando diretamente nos olhos dela. Foi involuntário, eu a puxei para mais perto colando nossos corpos, pois os olhos dela pareciam me chamar. Miley não ofereceu resistência alguma, apenas passou os braços em volta do meu pescoço e recostou a cabeça no meu peito. Eu permaneci com uma de minhas mãos comprimindo-lhe a cintura, mas a outra passeava pela extensão de suas costas acariciando-lhe os cabelos.

Miley usava um vestidinho floral e soltinho de um tecido delicado, preso com uma fita na altura da cintura. Seus cabelos longos estavam soltos cobrindo-lhe os ombros, era uma visão perfeita, até parecia um anjo, pelo menos eu tinha a sensação de ter um anjo em meus braços.

Baixei meus olhos e por coincidência ou por um simples capricho do destino a Miley levantou os seus. Nossos olhares se encontraram e disseram tantas coisas um para o outro, coisas que nossos lábios jamais diriam... Eles confessaram o nosso desejo.

Eu olhei para a boca da Miley, que parecia implorar por um beijo depois voltei a encarar seus olhos e me aproximei, fechando os meus olhos gradativamente, a medida que me aproximava de seu rosto. Pude sentir a Miley tentar recuar um pouco, mas eu não deixei, a puxei ainda mais pra mim, já não podia mais ficar sem ter os seus lábios nos meus.

Rocei nossos lábios e senti a respiração da Miley, quente, batendo contra a minha, então a beijei com expectativa que ela correspondesse. Mas a Miley não o fez então tirei meus lábios dos dela com um sentimento de tristeza. Só que o que eu pensava que era impossível aconteceu, a própria Miley me puxou para um beijo, ainda mais intenso do que o que eu lhe dei, ela sugava meus lábios com vontade e me dava passagem livremente, para que nossas línguas dançassem em sincronia.

Eu senti vontade de poder roubar um pedaço do tempo... Ficar ali com a Miley num tipo de universo paralelo onde aquele momento não teria que ter um fim. Mas o choque de realidade veio um pouco mais cedo do que eu esperava quando o celular da Miley começou a apitar. Nós nos separamos subitamente e ela correu até o sofá onde estava sua bolsa Prada e começou a remexer nela em busca do aparelho. Ela olhou no visor e ficou relutante, terminou por não atender. Eu não queria perguntar, até porque eu sabia que a essa hora só poderia ser uma pessoa, o Liam.

– Preciso ir agora, já é muito tarde! – Ela disse já pegando a bolsa. De certa forma eu entendia a pressa dela. Eu até tinha outros planos pra nós dois mais se ela fosse embora agora eu entenderia...

– Se quiser eu te levo, me deixa só terminar de guardar os instrumentos e...

– NÃO, eu vou sozinha! – Ela parecia nervosa –Eu vim no carro da Demi, e... Eu tenho que ir agora! – Ela saiu quase que correndo dali.

– Miley espera! – Tentei segura-la, fazê-la ficar para quem sabe conversarmos, mas foi inútil, ela se soltou de mim parecendo irritada e então saiu correndo.

Eu não sabia o que fazer, não podia foiçá-la a me ouvir ou falar comigo, era uma situação delicada ate porque eu não sabia exatamente o que aquele beijo tinha representado... Nem mesmo pra mim.
Na verdade a única coisa que passava na minha mente agora era: Eu beijei a Miley Cyrus.

N/A: Oi Gente =) Capitulo especial...~Meu Preferido~ Musica do capitulo: www.youtube.com/watch?v=KAUuqy09mOs 
Por favor, escutem essa musica, ela da uma vida ao capitulo.

9 comentários:

  1. Amei, posta logo o outro, ja to morrendo de curiosidade! quero mto que eles fiquem juntos!
    amei
    amei
    amei
    amei
    amei
    amei!
    posta logo!

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, OMG to impressionada!!!, todo capitulo que eu voc~e posta eu sempre digo que é meu favorito, mais esse tem nem que pensar 2 vezes!! tá lindo demais!!!
    POSTA RAPIDO!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é muito fofo néh?! Amo demais esse capitulo!
      Já está postado...
      Bjão

      Excluir
  3. eu vao fica juntossssssssssssssssss!

    ResponderExcluir
  4. Aaaaaaaaah o capítulo do beijo *-* Nossa, eu amo essa cena demais! Cara, eu sófsóficonografia imaginando esse dois dançando juntinhos e logo depois se beijando! Cena mais linda *-*
    Por que eu não posso entrar nessa cena só pra quebrar o celular da Miley e juntar esse dois de volta, hein? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas falanão sério, quando esse celular toca me dá muita raiva! É sempre o Liam ligando pra atrapalhar o momento Niley. Puta que pariu! Kkkkk Só aparece na história pranperturbar!
    Posta logo, Amy!
    Estou ansiosa pra ler mais *-*
    Obs: desculpa por demorar pra aparecer de novo kkkk vou tentar ser mais frequente!
    Beijos
    Obs 2: Amy, passa o seu email pra gente ficar conversando por lá, já que fica mais complicado da gente conversar pelo msn... o meu é esse aqui : mcyrus10fofuxa@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Eu também amo ficar imaginando essas cenas *--*
    Eu queria entrar nessa história é pra quebrar a cara do Nicholas, porque ele tá muito sem atitude cara nem parece que sou eu que escrevo as falas dele!
    Ei ve se nao demora mesmo, tow louca pra ler um capitulo novo da sua fic.
    E o meu e-mail é amyjonas7@gmail.com
    Bjossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha personagens bestas, né? (Nem é culpa da autora que cria eles u.u kkk)
      Já mandei um email! Eu já postei um aviso lá no blog, falando que eu vou postar até essa sexta-feira! Eles está quase pronto, mas ainda não tive tempo e paz pra finalizar hahaha
      Posta logo, hein!
      Beijos

      Excluir